sexta-feira, 29 de outubro de 2010

500 anos esta noite

De onde vem essa mulher 
que bate à nossa porta 500 anos depois?
Reconheço esse rosto estampado
em pano e bandeiras e lhes digo:
vem da madrugada que acendemos
no coração da noite.
De onde vem essa mulher
que bate às portas do país dos patriarcas
em nome dos que estavam famintos
e agora têm pão e trabalho?
Reconheço esse rosto e lhes digo:
vem dos rios subterrâneos da esperança,
que fecundaram o trigo e fermentaram o pão.
De onde vem essa mulher
que apedrejam, mas não se detém,
protegida pelas mãos aflitas dos pobres
que invadiram os espaços de mando?
Reconheço esse rosto e lhes digo:
vem do lado esquerdo do peito.
Por minha boca de clamores e silêncios
ecoe a voz da geração insubmissa
para contar sob sol da praça
aos que nasceram e aos que nascerão
de onde vem essa mulher.
Que rosto tem, que sonhos traz?
Não me falte agora a palavra que retive
ou que iludiu a fúria dos carrascos
durante o tempo sombrio
que nos coube combater.
Filha do espanto e da indignação,
filha da liberdade e da coragem,
recortado o rosto e o riso como centelha:
metal e flor, madeira e memória.
No continente de esporas de prata
e rebenque, o sonho dissolve a treva espessa, recolhe os cambaus, a brutalidade, o pelourinho,
afasta a força que sufoca e silencia
séculos de alcova, estupro e tirania
e lança luz sobre o rosto dessa mulher
que bate às portas do nosso coração.

As mãos do metalúrgico,
as mãos da multidão inumerável
moldaram na doçura do barro
e no metal oculto dos sonhos
a vontade e a têmpera
para disputar o país.
Dilma se aparta da luz
que esculpiu seu rosto
ante os olhos da multidão
para disputar o país,
para governar o país.

(Pedro Tierra)
Brasília, 28 de outubro de 2010.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

domingo, 10 de outubro de 2010

VAMOS POSTAR NOS NOSSOS SITES E BLOGS!

JUIZ MANDA YOUTUBE RETIRAR VÍDEO DE PARÓDIA DA FAMÍLIA RORIZ

Postado 08 outubro 2010 | Humor,Política,Vídeo,Web   
Abaixo, na íntegra, notícia que saiu no Folha Online:
O juiz eleitoral auxiliar Teófilo Rodrigues Caetano Neto determinou a retirada do YouTube de um vídeo que faz uma paródia do seriado “A Grande Família”, da TV Globo, com a candidata ao governo do Distrito Federal, Weslian Roriz (PSC), e os ex-governadores do DF Joaquim Roriz (PSC) e José Roberto Arruda (sem partido).
As filhas do casal –a deputado federal eleita Jaqueline Roriz (PMN) e a deputado distrital eleita Liliane Roriz (PRTB)– também aparecem na paródia. O pedido foi feito pelas coligações que a família Roriz fez parte nestas eleições.
Depois de citado, o Google tem um dia para tirar o vídeo o ar sob pena de multa diária de R$ 10 mil. A decisão também determina que a empresa identifique os responsáveis pelo conteúdo.
Para o juiz, as sátiras políticas não podem usar uma fórmula que ofendam as personalidades, mesmo sendo legitimas manifestações de pensamento.
Ontem, Weslian Roriz também pediu a retirada de outros vídeos.
Dois deles reproduzem imagens de Weslian no debate realizado pela TV Globo no primeiro turno das eleições. Na ocasião, a candidata do PSC se mostrou pouco à vontade ao esquecer o assunto de uma pergunta, não responder a questionamentos e perder quase todos os minutos de um bloco ao procurar uma “cola” em um bloco de papéis sobre gestão pública.
Outro vídeo faz uma edição de uma das respostas de Weslian no debate, na qual a candidata se confundiu e chegou a dizer que iria defender “aquela corrupção”.
O último vídeo, chamado de “laranja madura independente”, mostra a primeira entrevista coletiva de Weslian na qual Roriz “sopra” em seu ouvido uma resposta. “Meu marido sabe responder”, disse Weslian depois da orientação de Roriz.
E aproveitem para assistirem ao vídeo, antes que ele saia do ar. E temos que lutar pela liberdade de expressão, pois no Brasil cada vez mais nossa voz não vale nada.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Marina morena Marina, você se pintou...

"Marina, morena Marina, você se pintou” – diz a canção de Caymmi. Mas é provável, Marina, que pintaram você. Era a candidata ideal: mulher, militante, ecológica e socialmente comprometida com o “grito da Terra e o grito dos pobres”, como diz Leonardo.
Dizem que escolheu o partido errado. Pode ser. Mas, por outro lado, o que é certo neste confuso tempo de partidos gelatinosos, de alianças surreais e de pragmatismo hiperbólico? Quem pode atirar a primeira pedra no que diz respeito a escolhas partidárias?
Mas ainda assim, Marina, sua candidatura estava fadada a não decolar. Não pela causa que defende, não pela grandeza de sua figura. Mas pelo fato de que as verdadeiras causas que afetam a população do Brasil não interessam aos financiadores de campanha, às elites e aos seus meios de comunicação. A batalha não era para ser sua. Era de Dilma contra Serra. Do governo Lula contra o governo do PSDB/DEM. Assim decidiram as “famiglias” que controlam a informação no país. E elas não só decidiram quem iria duelar, mas também quiseram definir o vencedor. O Estadão dixit:Serra deve ser eleito.
Mas a estratégia de reconduzir ao poder a velha aliança PSDB/DEM estava fazendo água. O povo insistia em confirmar não a sua preferência por Dilma, mas seu apreço pelo Lula. O que, é claro, se revertia em intenção de voto em sua candidata. Mas “os filhos das trevas são mais espertos do que os filhos da luz”. Sacaram da manga um ás escondido. Usar a Marina como trampolim para levar o tucano para o segundo turno e ganhar tempo para a guerra suja.
Marina, você, cujo coração é vermelho e verde, foi pintada de azul. “Azul tucano”. Deram-lhe o espaço que sua causa nunca teve, que sua luta junto aos seringueiros e contra as elites rurais jamais alcançaria nos grandes meios de comunicação. A Globo nunca esteve ao seu lado. A Veja, a FSP, o Estadão jamais se preocuparam com a ecologia profunda. Eles sempre foram, e ainda são, seus e nossos inimigos viscerais.
Mas a estratégia deu certo. Serra foi para o segundo turno, e a mídia não cansa de propagar a “vitória da Marina”. Não aceite esse presente de grego. Hão de descartá-la assim que você falar qual é exatamente a sua luta e contra quem ela se dirige.
“Marina, você faça tudo, mas faça o favor”: não deixe que a pintem de azul tucano. Sua história não permite isso. E não deixe que seus eleitores se iludam acreditando que você está mais perto de Serra do que de Dilma. Que não pensem que sua luta pode torná-la neutra ou que pensem que para você “tanto faz”. Que os percalços e dificuldades que você teve no Governo Lula não a façam esquecer os 8 anos de FHC e os 500 anos de domínio absoluto da Casagrande no país cuja maioria vive na senzala. Não deixe que pintem “esse rosto que o povo gosta, que gosta e é só dele”.
Dilma, admitamos, não é a candidata de nossos sonhos. Mas Serra o é de nossos mais terríveis pesadelos. Ajude-nos a enfrentá-lo. Você não precisa dos paparicos da elite brasileira e de seus meios de comunicação. “Marina, você já é bonita com o que Deus lhe deu”.

sábado, 2 de outubro de 2010

RECADO DE AGNELO AOS MILITANTES DE SUA CAMPANHA!

Depois de tantas incertezas, tanta luta e uma intensa campanha, finalmente chegou a hora de elegermos Agnelo Governador do Distrito Federal. Durante todos esses dias muitas coisas boas aconteceram, mas é importante destacar duas: a capacidade do nosso candidato de representar o projeto político para construirmos um novo caminho para a Capital Federal e a mobilização aguerrida da militância, que, mais uma vez, não deixou a desejar.
As conquistas do governo do presidente Lula e a real possibilidade de elegermos Dilma presidente reacenderam a vontade de todos nós irmos às ruas em defesa de mais avanços. Mas não apenas isso: milhões de pessoas se conectaram as redes sociais para opinar e compartilhar informações.
Sobretudo pela efetiva participação dos internautas, tivemos, talvez pela primeira vez na história, uma cobertura eleitoral democrática e plural. Por isso, queremos agradecer a cada um e a cada uma que dedicou seu tempo para agitar a internet e escrever esta bela vitória, que com certeza teremos ao fim da noite de domingo.
Esperamos vocês no estacionamento do ginásio Nilson Nelson, domingo (03/10), a partir das 17 horas, para juntos iniciarmos nossa trajetória rumo a UM NOVO CAMINHO!
Um forte abraço,
Agnelo Queiroz

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

terça-feira, 21 de setembro de 2010

A reta final da campanha e a esperança de um novo caminho!

A reta final da campanha chegou e junto com ela, toda a tensão natural que envolve os cidadãos nesses momentos de disputa eleitoral. Há poucos dias fomos acordados com notícia de que havia sido marcado o julgamento de Joaquim Roriz no Supremo Tribunal Federal, então, cresce mais e mais a expectativa no mesmo instante em que temos um monte de dúvidas: A lei da Ficha Limpa vale para esse ano? Será que os ilustres magistrados vão conceder o recurso a Roriz? Será que estão levando em consideração as 100 mil assinaturas enviadas em prazo recorde, a favor da utilização da lei ainda neste pleito? Sem dúvida os questionamentos são muitos, e válidos.

Desde a condenação de Joaquim Roriz no TSE e a subsequente negativa do ministro Ayres Brito, existe a polarização entre grupos. Há os que acreditam que a vontade do povo e a visão do TRE e TSE serão acatadas, afinal, Roriz é ficha suja, e isso, todos já sabemos. Também existe o grupo mais cético que, embalados pelas notícias que a velha mídia pautalinamente vem divulgando, sempre no patamar das especulações, acreditam num placar de 6 votos a 4, e com esse placar a lei não valeria para as eleições desse ano. E o último e mais surreal deles é o grupo que torce mesmo pela fala. " sou candidato sim", proferida pelo velho coronel do centro-oeste. Sabe o que esses três grupos têm em comum, nenhum deles afirma que Roriz é inocente, nem mesmo o próprio. Pesam os mais de 100 crimes em que aparece o nome do ex- governador, propinas, subornos, bezerras, desvio de verbas. São apenas alguns pontos de um vasto currículo criminal desse senhor.

Se, quase, todos sabemos do envolvimento de Roriz o que esperar das vozes na justiça máxima do Brasil. Esta certamente é uma incógnita. Cabe a nós mostrar nas urnas, com nosso voto, que estamos cansados dessa bandalheira que tomou conta da política Candanga nos últimos 14 anos. Com a lei da ficha suja valendo ou não, é nosso dever aproveitar a virada histórica, da qual somos protagonistas, para banir da política do DF um dos principais responsáveis pela vexatória situação política que o Distrito Federal se encontra!

Uma coisa é fato! Será difícil aguentar mais vez a vitimização daqueles que, a muito, sabemos ter culpa no cartório. Não valendo a lei, a tentativa de mais uma vez, enganar a população com falsas promessas e discursos apelativos é uma provável situação. Podemos esperar muitas outras cartadas na tentativa de "virar o jogo". Mais que isso, com certeza, alguns até virarão a casaca. Já era de se esperar!

Mas, não precisamos contar com a decisão do STF para garantir o resultado da eleição deste ano. Já estamos bem a frente nas pesquisas. A batalha dia a dia, até 03 de Outubro é umas das formas de garantir que nossa vontade irá valer. Se o Supremo Tribunal Federal vai atender ao clamor popular, não sabemos. O que está certo e claro é que temos nas mãos, o instrumento necessário para fazer valer a lei: nosso voto! E a luta para garantir a vitória nas urnas é dever de todos aqueles que acreditam que precisamos. e muito, mudar o estado de coisa em que nos encontramos.

Se derrotado, nas urnas Roriz afirmou que deixará a política. É certo que a verdade não é o seu forte, mas não podemos perder essa oportunidade! Vamos que vamos, Distrito Federal, por um novo caminho!

domingo, 19 de setembro de 2010

Decisão favorável a Joaquim Roriz pode provocar "efeito cascata" em todo Brasil

Políticos corruptos de todo o Brasil aguardam julgamento do STF sobre a
validade da candidatura de Joaquim Roriz e dependendo da decisão, todos
poderão ser liberados nas eleições de outubro, em um efeito "cascata".*

Políticos corruptos que tiveram as suas candidaturas barradas pelos
Tribunais Eleitorais estão *apelando para o Supremo Tribunal Federal* (STF)
questionando a constitucionalidade da Ficha Limpa. Os 10 Ministros do STF
estão divididos e o julgamento pode acontecer a qualquer momento. Porém, se
um grande número de brasileiros defenderem a Ficha Limpa, nós
poderemos *influenciar
os Ministros indecisos a votarem a favor da política limpa.*

Juntos nós passamos a Ficha Limpa e tiramos 242 políticos corruptos das
eleições de outubro. Agora vamos garantir que o STF defenda a Ficha
Limpa. *Assine a petição urgente e encaminhe para todos* ela será entregue para o
Presidente do STF esta semana.

Segue o link: http://www.avaaz.org/po/ficha_limpa_supremo/?cl=745583617&v=7149

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Manobra tentou tirar Ayres Britto do caso Roriz

Uma manobra ousada tentou impedir o ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal, de julgar a impugnação de Joaquim Roriz (PSC), candidato ao governo do DF. Procurado pela defesa de Roriz, o escritório de advocacia do genro de Ayres Britto, Adriano Borges, e de sua filha, Adrielle Britto, se recusou a atuar no caso. Ainda assim, a defesa de Roriz incluiu o nome deles, sem autorização, em uma petição. Na prática, isso obrigaria o ministro a se declarar impedido.Nomes excluídos

Assim que souberam que seus nomes foram usados sem autorização, Adriano Borges e Adrielle Brito requereram a imediata exclusão.

Convite recusado

Adriano Borges conta que recebeu a defesa de Roriz apenas para ser gentil com o colega, mas o convite de atuar no caso foi prontamente repelido.

Estranha atitude

O genro do ministro Ayres Britto achou mesmo “muito estranho” que a defesa de Roriz tenha incluído os nomes deles na petição.

Ficha Limpa, já

A manobra de impedir o ministro de julgar decorre do fato de ele já haver sinalizado ser favorável à vigência imediata da Lei Ficha Limpa.

MP desconfia de mudanças no governo do DF

Chamou a atenção do Ministério Público Eleitoral a demissão da cúpula da Secretaria de Transportes do DF, incluindo a do endinheirado DER, que tocam obras iniciadas por José Roberto Arruda, estimadas em mais de R$ 300 milhões. A decisão abriu caminho para nomear indicados de Joaquim Roriz (PSC), o candidato a governador que, atrás nas pesquisas, tem enfrentado dificuldades para arrecadar doações.

Batom na cueca

Com a mudança na área de Transportes do DF, o atual governador Rogério Rosso oficializa seu ingresso na campanha de Joaquim Roriz.


Um apaixonado

Rogério Rosso prometeu manter-se isento de paixões eleitorais, agindo como juiz. Vai ver que é daqueles juízes que toleram gols de mão.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Furo de reportagem: O diálogo entre Serra e seu marqueteiro

Este blogue acaba de receber uma transcrição do diálogo entre o ex-candidato à presidência José Serra (que agora ataca blogues porque decidiu abrir o seu – leia mais abaixo) e o seu marqueteiro.

O informante deste blogueiro disse que a conversa aconteceu na ante-sala do debate de ontem à noite, por isso o ex-candidato estava tão transtornado.

Leia com atenção:

Serra: Você espalhou que a Dona Marisa não fala e não faz nada?
Marqueteiro: – Sim governador, mas o povo já percebeu que a Dona Mônica também não fala e não faz nada também.

Serra: – Então temos que levá-la ao palanque para ela se mostrar…
Marqueteiro: – Já fizemos isso, mas ela meteu a boca no Bolsa-Família, disse que o povo não quer mais trabalhar por causa disso.

Serra: – Mas eu estou dizendo nos meus programas que vou dobrar o valor do Bolsa-Família!
Marqueteiro: – Não se preocupe, já tiramos ela do esquema. Só vamos mostrar a foto dela.

Serra: – Espalhem também que o Lula só vivia do sindicato e não trabalhava.
Marqueteiro: – Fizemos isso, mas notaram que o senhor também nunca trabalhou, e que acorda sempre tarde.

Serra: – Diga que ele é analfabeto, porra!
Marqueteiro: – Mas é preciso ter cuidado com isso, porque o seu curso de economia no Chile tá meio estranho. Muitos blogs estão pesquisando o caso.

Serra: – O pior é que já sabem que eu não sou engenheiro, como andei dizendo por aí.
Marqueteiro: – Ah… mas isso o povo esquece.

Serra: – Já falou que eu é que criei o seguro desemprego para os trabalhadores?
Marqueteiro: – Mas isso não é verdade, governador. Como o senhor vive meio desligado, não notou que já havia sido aprovado pela câmara, sancionado pelo então presidente Sarney.

Serra: – Não importa, manda bala assim mesmo. As pessoas vão acreditar em mim. E insista nos genéricos, no Plano Real…
Marqueteiro: Excelência! Os genéricos foram idéia do Adib Jatene, o Real foi da equipe do Itamar, lembra que o FHC era o ministro?

Serra: – Não fale nesse cara de jeito nenhum. Ele espanta votos. Chamou os brasileiros de vagabundos, neo-bobos e caipiras.
Marqueteiro:- Essa do FHC foi terrível, me deixa fora dessa!

Serra: – Faz o seguinte, fale de minha larga experiência.
Marqueteiro: – Se eu for falar nisso, vão lembrar que o senhor nunca completou qualquer mandato para os quais foi eleito.

Serra: – Como assim?
Marqueteiro: – O de deputado constituinte o senhor largou no final. Como senador, com mandato de oito anos, O SENHOR FICOU SÓ SEIS MESES. Como prefeito e governador só cumpriu a metade…

Serra: – E sobre as estradas?
Marqueteiro: – F I C O U L O U C O???!!!

Serra: – Pô… tá difícil, se eu falar das estradas vão pensar nos PEDÁGIOS, do metrô vão saber que só fizemos 4Km e tem aquele francês da Alstom que soltou propina pra meio mundo em SP… e nós só fizemos 1/3 (um terço) do rodoanel… em 16 anos…
Marqueteiro: – Vamos combinar o seguinte, VAMOS FALAR SÓ DA TERRORISTA, DO MEDO DE COMUNISTA E MOSTRAR VOCÊ SEMPRE SORRINDO. Falado?

Serra:- … E do papai que era um humilde comerciante da Mooca. Mas não vá dizer que ele tinha banca no Mercadão, tá?…

Empresário “da propina” desmente a Veja

O empresário Fábio Baracat enviou nota de esclarecimento publicada no blog Amigos do Presidente Lula, na qual repudia a matéria da Veja, nega ter sido funcionário ou representante da empresa citada pela revista e diz ter sido “personagem de um joguete político-eleitoral irresponsável do qual não participa”.

Veja a íntegra da nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Fui foi surpreendido com a matéria publicada na revista Veja neste sábado, razão pela qual decidi me pronunciar e rechaçar oficialmente as informações ali contidas.

Primeiramente gostaria de esclarecer que não sou e não fui funcionário, representante da empresa Vianet, ou a representei em qualquer assunto comercial, como foi noticiado na reportagem. Apenas conheço a empresa e pessoas ligadas a ela, assim como diversos outros empresários do setor.

Destaco também que não tenho qualquer relacionamento pessoal ou comercial com a Ministra Erenice Guerra, embora tivesse tido de fato a conhecido, jamais tratei de qualquer negócio privado ou assuntos políticos com ela.

Acerca da MTA, há 3 meses não tenho qualquer relacionamento com a empresa, com a qual tão somente mantive tratativas para compra.

Importante salientar que durante o período em que mantive as conversas com a mencionada empresa aérea atuei na defesa de seus interesses, porém o fiz exclusivamente no âmbito comercial, ficando as questões jurídicas a cargo da própria empresa e sua equipe.

Inicialmente, quando procurado pela reportagem da revista Veja, os questionamentos feitos eram no sentido de esclarecer a relação da MTA com o Coronel Artur, atual Diretor de Operações dos Correios, em razão de matéria jornalística em diversos periódicos, nesta oportunidade ratifiquei o posicionamento de que embora tivesse conhecimento de alguns assuntos que refletiam no segmento comercial da empresa (que de fato atuava), não podia afirmar categoricamente a extensão do vínculo dela com o Coronel Artur.

Durante o período em que atuei na defesa dos interesses comerciais da MTA, conheci Israel Guerra, como profissional que atuava na organização da documentação da empresa para participar de licitações, cuja remuneração previa percentual sobre eventual êxito, o qual repita-se, não era garantido e como já esclarecido, eu não tinha o poder de decisão da empresa MTA.

Enfim, na medida que a MTA aumentava sua participação no mercado, a aquisição da empresa se tornava mais onerosa para mim, até que culminou, além de parecer legal negativo, na inviabilidade econômica do negócio.

Acredito que tenha contribuído com o esclarecimento dos fatos, na certeza de que fui mais uma personagem de um joguete político-eleitoral irresponsável do qual não participo, porém que afetam famílias e negócios que geram empregos.
São Paulo,11 de setembro de 2010..
Fabio Baracat

E agora? A fonte da Veja diz que não é fonte. Então, a matéria brotou do nada? A #Vejaésuja tem o direito de se explicar. Nós, a quem ela chama de “blogs sujos” queremos que ela fique “limpinha”, so para não ser nossa colega.

Fonte: www.tijolaco.com.br

sábado, 11 de setembro de 2010

Será o fim do horRoriz?

Pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira (10) pela Rede Globo, revelou diferença de 11 pontos percentuais entre os candidatos ao GDF, Agnelo Queiroz (PT) e Joaquim Roriz (PSC). Agnelo aparece com 44% das intenções de voto e Roriz com 33%. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais. Toninho do PSOL teve 3% das intenções de votos. Rodrigo Dantas (PSTU), Eduardo Brandão (PV) e Newton Lins (PSL) tiveram 1% cada.

Brancos e nulos são 7% e indecisos, 11%. A pesquisa Datafolha foi realizada entre os dias 8 e 9 de setembro, com com 878 eleitores, e tem registro no TRE com número 29895/2010.

O instituto fez cenários também para o Senado. Cristovam Buarque (PDT) lidera com 50% das intenções de voto. Em segundo lugar, aparece Rodrigo Rollemberg (PSB), com 40%. A tucana Maria de Lourdes Abadia tem 24% da preferência e o democrata Alberto Fraga aparece com 16%.

Chico Santana (PSOL) e Pastor Milton (PTN) alcançaram 2% das intenções de votos. Gerônimo, Moacir Bueno (PV), Robson e Cadu Valadares (PV) tiveram 1% cada. Brancos e nulos foram 4% e indecisos, 58%.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Vídeo CONFIRMA a farsa TUCANA!

Toma S(erra) mente tanto que acaba se ferrando publicamente! Olhem esse vídeo!

domingo, 5 de setembro de 2010

Manchete da Folha contra Dilma vira motivo de piada no Twitter

Em sua busca desesperada para tentar derrubar a candidatura de Dilma Rousseff, a Folha acabou dando um tiro no pé. Faz tempo que a Folha de S. Paulo menospreza a inteligência de seus leitores, mas ao estampar na sua edição deste domingo (5) uma manchete atacando Dilma a partir de uma acusação sem pé nem cabeça, provocou a "ira", ou melhor, o humor de milhares de internautas que ocuparam o twitter para ironizar o jornal e lançar "apostas" bem humoradas sobre qual será a próxima manchete da Folha.

As hachtag #DilmaFactsbyFolha foi usada pelos twitteiros para "sugerir" à Folha algumas manchetes. A brincadeira alcançou rapidamente os Trending Topics (TTs) do Twitter entre os assuntos mais comentados do mundo. Como é próprio dos jovens internautas, o humor dominou a brincadeira. Mas por trás do tom bem humorado, está uma crítica ao jornalismo irresponsável e partidarizado praticado por jornais como a Folha de S. Paulo.

Na matéria requentada com o claro propósito de atacar a adversária de Serra, a Folha manipula informações para dar a entender que Dilma teria sido responsável por um prejuízo de R$ 1 bilhão nas despesas do governo com energia por supostamente ter demorado para mudar uma lei criada no último ano do governo Fernando Henrique. A campanha de Dilma respondeu à Folha ( leia aqui ) e mostrou que desde 2003 o Ministério de Minas e Energia agiu em consonância com o TCU para corrigir o problema criado pela gestão tucana de FHC.

No Twitter, a "acusação" da Folha, de tão descabida e parcial, virou motivo de piada. Veja abaixo algumas outras "acusações" que os internautas sugerem que a Folha investigue.

Da redação, Cláudio Gonzalez

sábado, 4 de setembro de 2010

Nota de esclarecimento - Ministro Padilha

Nota à imprensa

Em vista da matéria "Campanha nas Asas do Planalto", publicada na edição do jornal "O Globo" deste domingo (5 de setembro), a Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República afirma que, a apesar de insinuar, a reportagem não aponta nenhuma irregularidade ou descumprimento da legislação ou das recomendações da Advocacia Geral da União por parte do ministro Alexandre Padilha ou de nenhum de seus assessores. Além disso, a participação da SRI nas agendas institucionais citadas em estados e municípios reafirma o caráter republicano e não-discriminatório deste governo, como evidencia o envolvimento de prefeituras e governos estaduais de partidos da oposição - aspecto omitido na reportagem.

Tendo em vista dados equivocados apresentados na matéria, a despeito das informações corretas terem sido previamente repassadas à reportagem, a SRI esclarece que:

1. A comparação de valores de gastos com diárias entre 2009 e 2010 não considera o reajuste na tabela de diárias dos servidores federais concedido em julho de 2009.

2. A comparação entre os valores de diárias recebidas pelo ministro Alexandre Padilha no período de janeiro a julho de 2009 contra o mesmo período de 2010 não leva em conta o fato de que, nesses dois intervalos, o mesmo ocupava cargos diferentes. Em 2009, ele era Subchefe de Assuntos Federativos, logo tinha atribuições mais restritas que as atuais. Ao assumir, no fim de setembro de 2009, o posto de ministro-chefe da SRI, passou a acumular, além do relacionamento federativo, a responsabilidade pela relação com o Congresso Nacional e com os conselheiros do Conselho de Desenvolvimento Econômico (CDES). Além disso, o valor individual da diária paga a um subchefe é inferior ao pago a um ministro de Estado.

3. A comparação entre os valores de diárias recebidas pelo Subchefe de Assuntos Federativos, Olavo Noleto, no período de janeiro a julho de 2009 contra o mesmo período de 2010 não leva em conta o fato de que, nesses dois intervalos, o mesmo ocupava cargos diferentes. Em 2009, Olavo Noleto era Subchefe-adjunto de Assuntos Federativos, com demandas de representação menos frequentes que as atuais. Além disso, o valor individual da diária paga a um subchefe-adjunto (DAS 5) é inferior ao pago a um subchefe (Cargo de Natureza Especial).

4. Em relação aos valores de diárias recebidos pelo Assessor-chefe da SRI, Mozart Sales, a comparação é feita com períodos de tempo distintos - apenas três meses em 2009, contra sete meses em 2010. Além disso, o servidor foi nomeado como assessor-chefe (DAS 6) em janeiro de 2010, tendo, portanto, valor individual de diárias superior ao de chefe-de-gabinete (DAS 5), cargo que ocupou desde seu ingresso na secretaria, em outubro de 2009.

5. O quadro-resumo de datas apresentado na capa do jornal induz o leitor a uma interpretação equivocada, que deve ser retificada nos seguintes pontos, conforme previamente informado à reportagem:
a) A agenda oficial - reuniões do CDES e visitas às obras do PAC no Rio de Janeiro - ocorreu nos dias 22 e 23. A presença do ministro no Rio de Janeiro no dia 24 não gerou pagamento de diárias e nenhuma outra espécie de gasto público. O texto da matéria a que a chamada faz referência contradiz a informação da capa.
b) A agenda oficial do ministro não durou de 19 a 24, pois nos dias 21 e 22 ele estava em São Paulo, sua residência permanente, sem compromissos oficiais e, consequentemente, sem receber diárias.
c) O ministro não cumpriu agenda oficial em Recife no dia 27. Naquele dia, seu único compromisso institucional foi realizado em Salvador, de onde deslocou-se para Recife, conforme esclarece a própria reportagem, sem uso de recursos públicos.

6. A comparação entre o número de servidores da SRI no começo do governo Lula e o momento atual é improcedente, pois o ministério inexistia em 2003. A SRI só foi criada em 2005, a partir da junção do então Ministério da Coordenação Política com o ministério responsável pelo CDES.

Por fim, a SRI não admite qualquer tipo de cerceamento ao direito constitucional de livre manifestação política de qualquer servidor público, na sua condição de cidadão, sem prejuízo a sua missão institucional e cumprindo rigorosamente a legislação.

Reitera ainda que o exercício de sua missão institucional, de articulação com o Congresso Nacional e os entes federados e de promoção do diálogo social por meio do CDES, não será interrompido em função do calendário eleitoral.

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

CORINTHIANS PAULISTA DO MEU CORAÇÃO - CENTENÁRIO


Tentem sentir, nem que seja por um segundo,o que é ser CORINTHIANO...
O que é fazer parte de uma torcida fiel e fanática...
Que pode não ser a maior do mundo, mas que no campo de batalha as vozes se triplicam, causando o mais temido frio na espinha. E empurrando nosso TIMÃO para a vitória.
Isso é CORINTHIANS, isso é ser Fiel!
PARABÉNS, MEU AMOR, PELO CENTENÁRIO.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Família será o foco principal no governo de Dilma

Disposta a tentar conquistar os votos dos cristãos, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, divulgou documento intitulado "Carta aberta ao povo de Deus", no qual assume o compromisso de, se eleita, fazer da família o foco principal de seu governo.

Embora faça referência a temas polêmicos como aborto e união estável, a candidata transfere ao Congresso a responsabilidade de decidir, "com equilíbrio", sobre os temas, evitando se posicionar sobre eles.

"Cabe ao Congresso Nacional a função básica de encontrar o ponto de equilíbrio nas posições que envolvam valores éticos e fundamentais, muitas vezes contraditórios, como aborto, formação familiar, uniões estáveis e outros temas relevantes, tanto para as minorias como para toda sociedade brasileira", diz a candidata, em um dos trechos da carta, divulgada pelo comitê da candidata e postada nesta terça-feira pelo petista José Dirceu em seu blog.

A carta é uma reação ao polêmico artigo em que o bispo de Guarulhos (SP), dom Luiz Gonzada Bergonzini , defendeu o boicote à candidatura de Dilma, por considerar que ela defende o aborto.

Na carta, acompanhada de uma foto de Dilma sorridente, ela usa programas do governo Lula como prova de comprometimento com os menos favorecidos: "Os programas do governo Lula são uma forma de resgate dos valores da vida, da cidadania e da dignidade humana, valores universais que trazem em si a semente do evangelho".

A candidata destaca que "todas as igrejas, sem distinção, são importantes e necessárias" no projeto de apoio e resgate da família e que precisam da "mão amiga do Estado", que facilite o acesso às políticas públicas para continuarem o trabalho social que realizam.

Dilma se comprometeu a manter, se eleita, diálogo constante com as igrejas: "Quero construir esse diálogo com as instituições que têm sido os grandes amortecedores do sofrimento humano".

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Ativista é encontrada morta após denunciar existência de vala comum na Colômbia

A dirigente Norma Irene Pérez, ativista de direitos humanos da cidade colombiana La Macarena, integrante do grupo que denunciou a presença da maior vala comum da América Latina em julho passado, foi assassinada a tiros, denunciou ontem (23/8) o deputado Iván Cepeda.

Em entrevista à ANSA, Cepeda disse que em 7 de agosto Pérez desapareceu e seis dias depois seu corpo foi encontrado baleado.

O congressista, do Polo Democrático Alternativo (PDA, de esquerda), lembrou que a mulher assassinada participou da audiência pública convocada sob o título "A crise humanitária e as planícies orientais", onde foi denunciada a existência de uma vala comum com dois mil cadáveres em La Macarena, sul do país. O local seria pertencente ao Exército.

A denúncia foi levada ao Congresso pela senadora do Partido Liberal (PL) Piedad Córdoba há um mês, e endossada também pela senadora Gloria Inês Ramírez, também do PDA.

Frente à acusação, o governo colombiano, então a cargo de Álvaro Uribe (2002-2010), disse que o lugar era um cemitério legal, reconhecendo a existência de 449 corpos de pessoas mortas em combate nos últimos oito anos.

"Não sabemos a origem desta situação, mas havia advertido sobre os riscos para aquelas pessoas que denunciaram a questão de La Macarena", afirmou o deputado à ANSA, negando estar sendo ameaçado em decorrência do caso.

Segundo ele, haverá ainda outro debate no Parlamento sobre o local denunciado. Foram citados para acompanhar a sessão os ministros da Defesa, Rodrigo Rivera, e do Interior e Justiça, Germán Vargas Lleras, que concorreu às últimas eleições presidenciais pelo Partido Mudança Radical. Além deles, estarão presentes procuradores e promotores do país.

As autoridades, agora sob o governo de Juan Manuel Santos - que fora ministro da Defesa de Uribe -, ainda não se pronunciaram sobre tal execução.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

“A liberdade da internet é maior do que a liberdade da imprensa”

O I Encontro Nacional de Blogueiros reuniu em São Paulo 323 blogueiros independentes e progressistas, de 19 estados.

Segundo Luis Nassif, um dos expositores, o encontro de blogueiros é um “fim de ciclo”, o fim de uma hegemonia.

Segundo Paulo Henrique Amorim é a festiva organização dos funerais do PiG (*).

O professor Emir Sader, do Carta Maior, ressaltou que ali se celebrava a criação de uma “esfera pública na defesa de direitos”.

Para escapar da lógica mercantil que opõe o estatal ao privado.

E a esfera pública não é uma nem outra.

Por aclamação – estava prevista uma votação secretíssima – e delírio da platéia, o Cloaca News recebeu o troféu Barão de Itararé, como o Blog do Ano.

A Comissão Organizadora, também por aclamação e entusiasmo incontido, decidiu entregar por Sedex – para prestigiar os Correios – o troféu “O Corvo” a Judith Brito, re-eleita presidente da Associação Nacional dos Jornais.

O professor Emir Sader havia concedido troféu do mesmo nome e o mesmo traço de Maringoni ao Otavinho.

Ninguém melhor do que uma funcionária da Folha (**) para levar adiante a gloriosa premiação.

O I Encontro deliberou apoiar e subscrever a ação judicial iniciada pelo Cloaca News.

O Cloaca vai interpelar alguém (*) para saber quem é o “blog sujo” que vive à custa de dinheiro do Lula.

Na abertura do Encontro, tornou-se oficial a decisão de o Barão de Itararé entrar no Supremo com uma ADIN por Omissão, contra o Congresso Nacional, que não regulamenta os artigos da Constituição que tratam da Comunicação Social.

A ação é de autoria do emérito professor Fabio Konder Comparato, como mostrou este Conversa Afiada.

O Encontro se realizou sob inspiração de afirmação do Ministro Ayres Britto, do Supremo: “A liberdade da internet é maior do que a liberdade da imprensa”.

Várias idéias surgiram no Encontro que, entre atividades principais, tentou oferecer dicas para enfrentar ações na Justiça, vender publicidade para sobreviver, e utilizar a tecnologia – twitter, áudio, vídeo e as redes sociais – para defender a liberdade de expressão.

Surgiram idéias desafiadoras, como uma “cooperativa de páginas vistas”, um projeto para ter acesso a publicidade pública, e bombar a página do Instituto Barão de Itararé, organizador do evento, e se torne um portal para expor todos os blogueiros progressistas.

Ainda esta semana, sob a presidência ilustre do Miro Borges, o Barão se reunirá no restaurante “Sujinho” de São Paulo para levar adiante as deliberações do Encontro.

Então, se discutirá a proposta deste ordinário blogueiro de conferir um prêmio especial ao José Serra no II Encontro.

Já que, no dia 4 de outubro, ele será um twitteiro e nada mais, conferir-lhe um prêmio e um troféu desenhado pelo Maringoni.

O troféu Cascão.

Paulo Henrique Amorim

terça-feira, 17 de agosto de 2010

UM PRESENTE PRA MIM...

Antes de descrever a situação que me trouxe aqui vou só explicar o motivo que me fez, diante de toda correria que estamos (época de campanha), parar alguns minutos e contar essa história pra vocês...
Tenho ganho vários presentes nessa minha vida. Trabalho com o que gosto, tenho uma família que eu amo e que me ama, amigos maravilhosos e o mais importante pra mim: dois filhos que a vida me deu embrulhadinhos num papel de presente banhado a ouro, cobre e com um diamante pra lacrar... É por causa deles que acordo todos os dias (bem cedo por sinal), é por eles que tenho ânimo de cada dia enfrentar as durezas e perversidades que esse mundo tem! E é por conta deles que descubro outros tantos presentes a serem recebidos, por mim, de braços abertos.

Com eles eu desfruto a dor e a delícia de ser mãe, de ser mulher, de ser excluída por essa sociedade, ainda, machista e de ser aceita por essa mesma sociedade solidária, como nenhuma outra no mundo! No meio dessas delícias todas, conheço e convivo com umas crianças maravilhosas, que tem mais a nos ensinar do que a aprender...

Acordo hoje, naquele frio cortante do DF, chamei as crianças para se arrumarem pra aula e, como de costume, abro meu correio eletrônico. Nele vejo um email cujo o assunto era: "Especialmente para a Débora"! Abri o e-mail, comecei a ler... rindo e chorando ao mesmo tempo! Descobri que, os presentes que nos dão, podem não ter cor e nem cheiro, podem não ser palpáveis, mas, muitas vezes, são melhores que tudo nesse mundo.

Divido com vocês, a íntegra do e-mail:

Hoje no banho o Marcelinho começou uma conversa que ele foi ao mercado das mães e me comprou lá.
Perguntei porque, ele disse que me escolheu porque eu era a mãe corinthiana.
Eu disse: Mas a Tia Débora também é corinthiana.
Ele respondeu que também havia comprado a Débora.
Perguntei se ele ia ter duas mães e na mesma hora ele disse:
"Mas eu dei a Débora pra Júlia e pro Luiz Fernando."

HAHAHAHAHAHAHAHA..
Quanta imaginação!!!

Beijocas



Ana Laura Cartaxo B. de M. Rivera (Mãe do Marcelinho e a pessoa que me presenteou no dia de hoje)

terça-feira, 1 de junho de 2010

"Não pode nada nessa casa..."

Cara, criança é uma coisa... Tô pra ver mais sinceridade do que as palavras de uma criança. Digo, criança mesmo, bem pequena, no máximo até 4 anos, porque na idade dos meus filhos eles já são cheios de malícias, mentirinhas e pseudo-enganações!

Mas, seguindo o cortejo, tenho uma história muito boa pra contar...

Tenho alguns amigos que são meio radicais com os filhos, quando se trata de alimentação, principalmente. Daí, na casa de um deles não pode comer nada (ou quase). Só se come arroz integral, verduras e frutas, não se faz carne em casa e nada de açucares ou similares! Até então, tudo certo! O problema é que esse casal de amigos tem 3 filhos e, criança todos sabemos como é: não pode comer em casa, então pedirá pra comer na rua! Parece que quanto mais proíbe, mais a gente gosta (desde cedo)...

Então, o menino, filho dessa minha amiga, saiu com o avô, a avó e a irmã mais velha. Estava uma linda tarde de sol e aquele calor dentro do carro! De repente ele, muito esperto diz: vovô, eu quero sorvete! O avô prontamente disse: tudo bem, na próxima padaria nós descemos do carro e compramos um sorvete pra vocês! (avô é coisa boa demais!!!) Assim foi feito!!! Pararam logo a frente e compraram um delicioso sorvete, daqueles bem suculentos... De repente o garotinho peralta diz: gente, lá em casa não pode nada! Não pode tomar sorvete, não pode tomar coca-cola, não pode tomar guaraná, não pode tomar no cu...

(aquele silencio de 2 segundos reinou no carro, quando de repente os avós caíram na gargalhada e o garotinho, sem entender nada, ainda levou uma bronca da irmã mais velha, como se ela fosse a adulta da situação...)

Daí, chegaram em casa, os avós contaram essa história ao pai dele e o pai, imediatamente, foi dizer ao garotinho que não gostaria de ouví-lo falando essas coisas, que isso era feio e tals...

No outro dia o menino acordou, ainda meio assustado, pois nem ele havia entendido o porque da crise de riso dos avós, da briga da irmã e das broncas do pai, foi perguntar pra mãe: mãe, o que é tomar no cu??? Ela, sem hesitar, disse: Meninooooo, com quem foi que você aprendeu isso??? Ele, rapidamente e, também sem hesitar disse: com você, mamãe!!!

Eita, eita, essas crianças aprontam cada uma conosco!!! :)

terça-feira, 18 de maio de 2010

FESTA DA VIVENDO E APRENDENDO



Essa festa é sempre muito legal! Então amigos, vamos nessa!!!

Ah, estou vendendo convites para festa! Só mandar um email para dcruz13@gmail.com

terça-feira, 27 de abril de 2010

CORINTHIANS TEM MAIOR TORCIDA!!!

Pesquisa iguala maiores torcidas

"Adversários na Libertadores, Flamengo e Corinthians estão empatados tecnicamente em torcedores,
aponta Datafolha”.

Essa nova pesquisa foi feita nesse mês corrente, somente quatro meses
depois da pesquisa anterior, realizada em dezembro de 2009 e abordada
por este Olhar Crônico Esportivo em detalhes no início desse ano.

Basicamente, os dois pontos que mais chamam a atenção, inicialmente,
dizem respeito aos dois clubes com maiores torcidas: a preferência
apontada para o Flamengo cai de 19% para 17%, enquanto a preferência
pelo Corinthians sobe de 13% para 14%. O chamado empate técnico dá-se
em função da margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para
menos.

Essa é a primeira vez que o Corinthians atinge a marca de 14% de
preferência, desde 1993, quanto o Datafolha iniciou suas pesquisas
sobre torcidas.


Na sequência, aparecem São Paulo com 8%, Palmeiras com 6% e Vasco com
4%, com novos empates técnicos entre os dois clubes de São Paulo e
entre Palmeiras e Vasco, segundo a matéria.

Grêmio, Internacional e Cruzeiro vêm a seguir com 3% e Atlético
Mineiro e Santos com 2%, em situações em que o empate técnico é mais
ainda caracterizado.


A matéria destaca o uso de Ronaldo pelo Corinthians para atrair
torcedores, que pode ser, de fato, um diferencial, assim como pode ter
sido igualmente um diferencial o título conquistado pelo Flamengo no
momento da realização da pesquisa de 2009.

quarta-feira, 24 de março de 2010

EU SOU ASSIM...

Carpinteiro Do Universo
Raul Seixas
Composição: Raul Seixas e Marcelo Nova

Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Não sei por que nasci
pra querer ajudar a querer consertar
O que não pode ser...
Não sei pois nasci para isso, e aquilo,
E o inguiço de tanto querer.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Humm...Estou sempre,
pensando em aparar o cabelo de alguém.
E sempre tentando mudar a direção do trem.
À noite a luz do meu quarto eu não quero apagar,
Pra que você não tropece na escada, quando chegar.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
O meu egoismo, é tão egoísta,
que o auge do meu egoismo é querer ajudar.
Mas Não sei por que nasci
pra querer ajudar a querer consertar
O que não pode ser...
Não sei pois nasci para isso, e aquilo,
E o inguiço de tanto querer
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou.
Carpinteiro do universo inteiro eu sou (Ah eu sou assim!).
No final,
Carpinteiro de mim!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

SAMBA DA VERGONHA!

Que vergonha!!!
E não é vergonha de viver num país onde o povo gosta e faz seu próprio
carnaval, que pode ser para o bem ou para o mal...
Vergonha nacional é deputado do mensalão, achando que é o bonzão,
fazendo essa papelão...
Dinheiro na meia, na cueca e samba na cuíca... Mas o povo, onde fica?
Vergonha mesmo não é fazer samba, afinal, que culpa tem o samba de tanto mal?
Vergonha e roubar, não ter onde colocar e nem como carregar...
Vergonha é achar que, por saber despistar, o povo não vai lembrar e de
novo vai votar, nesses mesmos trapalhões e seus amigos ladrões!
Depois de muito pensar, mesmo com pesar, digo e repito: ainda vale a
pena sambar e quem sabe sonhar...

(De: Débora Cruz Para: o Blog da Paola)

Seguidores